Modelagem Hidrológica

Os modelos matemáticos podem representar processos meteorológicos e climáticos, hidrológicos, hidráulicos, qualidade da água, condições ambientais, aspectos operacionais e econômicos.

A hidrologia é uma área de estudo que engloba fenômenos naturais complexos encontrados no ciclo hidrológico, envolvendo processos como precipitação, infiltração, evaporação, escoamento em rios, etc. Esses fenômenos dependem de um grande número de fatores, que influenciam a análise quantitativa e qualitativa.

Heading text

Soluções

Modelagem Hidrológica

  • Estudo hidrológico e hidrodinâmico para empreendimentos imobiliários
  • Simulação da qualidade da água em corpos hídricos ou bacias
  • Simulação hidrodinâmica das alterações da rede de drenagem urbana
  • Simulação hidrológica de cenário climático em rios
  • Sistema de previsão de vazão em tempo real

Modelo hidrológico

É a representação matemática de um objeto ou sistema, objetivando entendê-lo e buscar suas respostas para diferentes simulações. O modelo hidrológico é bastante utilizado para se antecipar a eventos como, por exemplo, o impacto da urbanização de uma bacia antes que ela ocorra, a previsão de uma enchente em tempo real, impacto da alteração de um rio, ocorrência de eventos extremos estatisticamente possíveis, tornando possível a realização de medidas preventivas para estas diversas situações.

A integração dos modelos permite avaliar condicionantes complexos em diferentes cenários de recursos hídricos. Por exemplo, na previsão da vazão, pode-se integrar modelo meteorológico e modelo hidrológico para prever a vazão de um determinado local com antecedência, com base na previsão de chuva, na chuva registrada na bacia e nas vazões que permitem atualizar o modelo. Outro exemplo é a integração de um modelo hidrológico de uma bacia hidrográfica, um modelo hidrodinâmico de um reservatório e de sua qualidade da água, que permitem integrar e analisar o comportamento da bacia e suas cargas com o comportamento de um reservatório.

Tipos de modelos

Modelos de simulação: representam, descrevem processos e permitem antecipar as ocorrências e tomar decisões. Em recursos hídricos, existem modelos para projeto, planejamento, previsão de variáveis e avaliação do uso do solo. Os principais modelos tratam de representar o ciclo hidrológico na bacia hidrográfica, a qualidade da água, a produção e transporte de sedimentos, entre outros;

Modelos de otimização: é o tipo de modelo que otimiza sistemas ou funções de sistema quanto a sua operação e podem usar os modelos de simulação dentro de sua estrutura. Os modelos de otimização buscam definições como operação de reservatórios, dimensionamento de redes de escoamento, usos múltiplos da água.

Modelos de decisão: são denominados de modelos de suporte à decisão, que combinam vários modelos para dar respostas às questões de decisão dos usuários e decisores. Existem sistemas de suporte à decisão para a gestão da água em bacias hidrográficas, na drenagem urbana, entre outros.