Clima e Hidrologia

Os usos dos recursos hídricos dependem do comportamento hidrológico dos rios e bacias hidrográficas. Quando se planeja o uso da água, assume-se o risco de comportamento hidrológico futuro dos rios e bacias. O comportamento hidrológico do escoamento e da precipitação depende do clima, que tende a ser estacionário (as características da variável não variam com o tempo). No entanto, com o desenvolvimento da sociedade, observam-se processos não estacionários devido a um ou mais dos seguintes fatores:

• Alteração do uso do solo;
• Obras hidráulicas
• Variabilidade ou mudança climática.

Heading text

Soluções

Clima e Hidrologia

  • Previsão de vazões
  • Estudo de macrodrenagem
  • Estudo de disponibilidade e sustentabilidade hídrica
  • Prognóstico hidroclimático
  • Previsão de umidade do solo

Riscos e incertezas

O entendimento dos processos naturais e antrópicos é essencial para avaliar o risco dos projetos e diminuir as suas incertezas. Risco é a probabilidade de ocorrerem eventos que o projeto não atende. Incerteza é a diferença entre o risco verdadeiro e o calculado de um projeto devido a erros nos dados, nas considerações do comportamento das séries hidrológicas com a não-estacionalidade.

Usualmente, as séries hidrológicas possuem comportamento sazonal (variabilidade dentro do ano), interanual (entre poucos anos) e interdecadal (comportamento entre décadas ou mais). Uma tendência prolongada interdecadal pode comprometer uma região. Exemplo é parte do norte e nordeste do Brasil, como a bacia do São Francisco e Tocantins, que passam por um período prologando com média móvel de vazões abaixo do período anterior desde 1991; de outro lado, desde 1970, o sul e sudeste mostram uma tendência acima da média até recentemente. Estes condicionantes podem comprometer a sustentabilidade hídrica de uma região.

Influência do clima

A avaliação do impacto do uso do solo e das mudanças climáticas são a base para o desenvolvimento sustentável das bacias hidrográficas. Para a análise da influência do clima sobre os recursos hídricos são realizados coleta e monitoramento das variáveis hídricas em diferentes sistemas, extrapolação de séries hidrológicas e climáticas, regionalização de variáveis, avaliação do impacto e gestão da alteração do uso do solo, avaliação de vazões extremas (cheias e estiagens), regularização de vazão, avaliação de processos integrados, como interceptação e evaporação.

Os dados gerados são analisados e então pode-se definir estratégias para diferentes cenários, de forma a mitigar os impactos, melhorar a disponibilidade hídrica e proteger a bacia hidrográfica contra eventos de seca ou inundação.